5/Destaque/slider

sábado, 30 de abril de 2011

Marcha para Jesus

Nenhum comentário
Pelo Wikipédia:
"A Marcha para Jesus é um evento internacional e interdenominacional (ou seja, realizados conjuntamente por diversas denominações evangélicas) que ocorre anualmente em milhares de cidades do mundo. Entre 1994 e 2000 foi realizada como um evento global, ocorrendo em cerca de 170 países na mesma data."

Quinta feira passada fui convidado p/ trabalhar como voluntário na "Marcha para Jesus", o tranquilo trabalho de coordenar 9 trios elétricos sem tempo p/ fazer nenhuma pré-produção. Claro que eu topei na hora, por dois motivos: 1. Gosto de desafios e produção é comigo mesmo, 2. P/ Jesus, p/ dar um pouco de contribuição p/ esse projeto que tem uma mensagem importante à ser passada.

Tem horas que a gente não tem tempo p/ pensar não, e nesse caso foi bem assim. Recebi o telefonema de Ingrid, umas das organizadoras fazendo o convite e já marcando uma reunião. Topei na bucha e fui p/ a reunião. Chegando lá me passaram que queriam que eu coordenasse os 9 trios que iriam descer a av. Epitácio Pessoa aqui em João Pessoa na Marcha para Jesus. Bom, sabia que ia ser um trabalho de "paciência e calma". Na bucha, também, já falei minhas condições mínimas, um produtor por trio e rádio p/ todos.

Só uma observação, me passaram que queriam que os trios chegassem lá embaixo com 2h de duração de percurso. Já fiz esse percurso várias vezes e a média era de 4,5h, que era complicado chegar com 2h. Eu precisava passar minha experiência naquele momento, mas que ia dar o meu máximo.

João Pessoa, Sábado, às 10:30h já estava no local e fui resolvendo (junto com Douglas, que trabalha comigo na Viva Ideia) tudo que, era p/ ter sido resolvido durante um mês de antecedência. Conferência dos rádios e baterias, mapa de trios, horários, contatos das bandas e trios... Imagine aí você pegar as informações sempre pela metade e em cima da hora... Mas Deus estava à frente de tudo!

No escritório de Sandra (uma das organizadoras) conferindo os rádios.

Eu tinha 9 trios e sabia que, sem a pré-produção eu não conseguiria que saísse tudo perfeito, então meu procedimento foi cuidar de tudo que precisaria p/ dar início a marcha. Começaram a chegar os trios e o 1º que era essencial não chegava. Liguei p/ o responsável pelos trios e ele dizia que o trio, que vinha de Caruaru-PE, estava na estrada, mas não falava onde. Dei uma cobrada básica e fui resolver outras coisas como ligar p/ 1ª banda, organizar o carro de apoio, ligar p/ a equipe de bombeiros que seriam meus ajudantes de produção p/ os trios e checar tudo que precisava p/ dar início.

Bom, o tempo foi passando, comi rápido com Douglas p/ não perder tempo depois, acompanhei o fechamento do trânsito no entorno, distribuí os rádios, dei uma breve instrução aos bombeiros e fui saber do 1º trio novamente...

Av. Epitácio Pessoa já interditada com os trios chegando

Produção grande é assim, de uma hora p/ outra a gente sai da tranquilidade ao caos sem sentir, é muito louco mas é assim que é. Bom, vou narrando nessa mesma dinâmica: Enfim o 1º trio chegou, colocamos a 1ª banda p/ passar o som, distribuí os seguranças, os bombeiros, os cordeiros, encaminhei o locutor, posicionei o carro de apoio, as ambulâncias... Tava na hora de começar, já eram umas 15:40h.

Mas começar?? o último trio não havia chegado, uma banda disse que não ia tocar, vários erros nos adesivos que me deram de identificação p/ os trios, bandas ainda sem terminar as passagens de som... Eu sabia que não podia levar esses problemas as organizadoras, porque elas estavam tão nervosas e estressadas que eu tentava passar o máximo de tranquilidade possível e aquela velha frase: "Tá tudo tranquilo, pode deixar que eu resolvo!"

- Pessoal, vamos começar em 10min. Peço que só falem no rádio o estritamente necessário, que falem pausadamente p/ que todos entendam, estejam sempre atentos que vou passando as coordenadas. Atenção Douglas, avisa o locutor que vamos começar, ok? (Pelo rádio)



Uma oração p/ que Deus abençoasse a Marcha e vamos seguir...

Saída às 16h
Marcha encaminhada, o 1º trio passa pelo primeiro obstáculo (semáforo), coloca ritmo na Marcha, volta correndo, encaminha o 4º trio (um dos maiores também), dar partida de um por um, controla distâncias entre eles, corre lá na frente novamente ver como tá o andamento, volta p/ cuidar do distanciamento do 4º, pois já estava grande..... kkkkkk Respirou? Devo ter andado umas 4 vezes o percurso, fui o tempo todo assim, no vai e vem junto com Douglas. Fiquei com os 5 primeiros e ele com os 6 últimos, isso mesmo, 11 trios, entraram mais 2 de última hora, sem bronca.

Sim, o último tinha chegado, saiu atrasado, furou o pneu, a banda atrasou a passagem de som, mas no fim deu certo.

Fomos descendo a avenida tudo dando certo, o tempo fluindo com boa folga mas a comunicação nos rádios estava complicada, hora perdia o sinal dos últimos produtores, alguns não tinham costume de usar o rádio e gritavam bastante, as informações não chegavam... O pico de estresse foi aí. E aí, se não bastasse chega um dos voluntários com mais um rádio p/ mim, que era da frequência que estavam as organizadoras. Imagine aí, dois rádios?! Aí ficou aquela comunicação cruzada, elas falavam, os produtores também, eu tinha que responder, tinha que dar uma parada, tinha que se preocupar com o último trio, com o início da Marcha... (Falta de pré-produção)

Lembra no início do post quando falei que sabia que ia ser um trabalho de paciência e calma? Tive certeza aí, então deixei meu lado oriental no comando, ficar tranquilo quando não conseguia entender a comunicação nem resolver tudo sozinho. Chega uma hora em que a engrenagem anda por si só, e o meu trabalho aí era administrar o ritmo e o geral.

Bom, daí p/ frente foi dar seguimento ao que foi iniciado. E acreditem, consegui chegar no Busto de Tamandaré (praia), com 2,5h de duração até o último trio, recorde de tempo, perfeito. Sem nem um problema de briga, atropelamento, choque, acidente ou qualquer incidente.

Desde as primeiras instruções aos bombeiros que pedi: 1. Cuidado com a segurança e integridade de todos, 2. cumprir tempo. E quando cheguei lá embaixo olhei p/ o céu e agradeci a "Jesus" por ter tido a oportunidade de viver aquela experiência, uma das mais prazerosas de minha vida!

Quando me perguntaram como eu tinha conseguido, eu falei: "Foi Jesus!"
- Afinal, a marcha é dele. (Sandra)

Depois lá na areia da praia o evento continuava com um super palco concha, várias bandas e pastores. Ao todo a polícia calculou umas 60mil pessoas em todo o evento.

Agradeço aqui à Ingrid, Sandra, Nelson, Gilberto, Douglas, Bombeiros, Cordeiros, Trios, Bandas, voluntários, Seguranças e à Deus por mais um trabalho.



Quando estava no final do percurso onde os trios tinham que fazer a curva, sozinho, pois os cordeiros estavam escapando e deixando a frente dos trios, abrindo caminho p/ o trio passar no maio da multidão, correndo de um lado p/ o outro, dei uma risada sozinho de satisfação, porque:

"Produção corre nas minhas veias!"


Igor Kawabe
O Japa
author profile image
Abdelghafour

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

Nenhum comentário