5/Destaque/slider

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Estrutura ao chão (Samba João Pessoa 2010)

3 comentários

Continuando sobre os bastidores do Samba João Pessoa 2010.

Sábado pela manhã, às 8h, chego no Forrock p/ dar início aos trabalhos do dia. Quando cheguei já escuto o gerente do som falar que eram 8h da manhã e nenhuma banda tinha chegado e que ele sabia que ia ser assim. Falei que independente de terceiros não cumprirem sua parte, devemos fazer a nossa, foi assim que aprendi.

Logo depois de dizer isso p/ ele vi já umas coisas erradas, a primeira foi que pedimos 24 praticáveis com rodízio e só tinham 12 no local. Quando fui reclamar, ele disse que não levou porque não tinha. Então eu perguntei porque ele tinha prometido os 24 e ele disse que não ia levar e pronto, que eu não entendia das coisas não e que quem tinha que saber como ia ser a logística de troca de bandas era ele. Resumindo, tivemos um bate boca e eu disse que ele teria que resolver. Se eu pedi os 24 com rodízio é porque eu tinha uma intenção com isso, estávamos em um festival que só teríamos 30min de passagem de uma banda p/ outra, o mínimo que eu precisava seria uma boa área de backstage (que o Forrock já não oferece) e praticáveis com rodízio p/ fazer a troca.

Quando no meio daquele "muído" eu vi que a estrutura de grides no palco estava muito pesada e os pilares da frente estavam pendendo p/ frente. Na mesma hora perguntei ao mesmo gerente do som porque a estrutura não estava amarrada atrás e/ou na estrutura do teto do Forrock. Ele disse que depois fazia. O filho do dono do som mandou ele amarrar, mas ele começou a subir a estrutura na talha, e ela cada vez mais pendendo p/ frente. Pedi, eu mesmo que ele parasse e garantisse logo a amarração, ele não deu ouvidos. O filho do dono do som pedia p/ parar e nada. Quando de repente vi a estrutura balançando e gritei: - Para, para... Simplesmente a estrutura arriou toda p/ frente do palco e caiu na pista. Foi uma das piores coisas de ver em todo esse tempo de produção. Vocês não tem noção do mal estar que dá na hora. Lembrei do palco que vi caindo há uns 6 anos atrás na vaquejada de Itapebussu-CE!!


A estrutura caiu por dois motivos, muito pesada e o piso do palco de lá tem um pequeno desnível e o principal, porque os leds de alta resolução foram montados na barra da frente da viga de gride, tipo box que estava na parte de trás da estrutura. Pelo peso, torceu o box fazendo uma força peso p/ frente, juntamente com o desnível do piso. Na reunião de revisão de estrutura com o gerente, eu perguntei várias vezes à ele se a estrutura aguentava, se dava certo colocar os leds na mesma estrutura da luz e ele disse que não se preocupasse, que ele fazia isso todo evento.

Em meio aos "pitis" do dono do som de até querer colocar a culpa em mim, após uns 5min de espanto, a pergunta era: O que fazer?? A resposta foi começar a desmontar, ver o que realmente quebrou e sair atrás do que precisávamos com outros sons, com parceiros. O que não podia era o evento se prejudicar.

Comecei a ligar p/ as bandas e avisar que estava sendo cancelada todas as passagens de som, expliquei o porquê e, que entraríamos em contato quando tivéssemos uma nova posição de horário.

Lição! Não confie em ninguém, mesmo sendo o responsável técnico. Se você estiver decidido de que estar certo vá até o fim, mande parar, faça o que for, mas não deixe as coisas na mão de terceiros...

Bom, tanto o dono do som, como o gerente vieram se desculpar comigo depois e não quero nesse post atacar ninguém, muito menos eles que são sempre parceiros nos eventos. Quero apenas retratar a realidade da forma como aconteceu, mas sei que somos humanos e estamos sujeito à erros, sei que tudo isso foi uma lição p/ eles também. Precisamos sim, é sempre ter humildade, principalmente em nossas palavras!

Próximo post: "Produção (Samba João Pessoa 2010)"
author profile image
Abdelghafour

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

3 comentários

Douglas SouZa disse...

Esse foi viu...fiquei imaginando se fosse uma pessoa que não tivesse controle das coisas, e ficasse "aperriado" e sem saber o que fazer...Tem gente que só aprende a escutar quando se da mal,e morre pela boca como peixe. E realmente O contato com outros fornecedores de equip. é mto importante, tem gente que cancela eventos em cima da hora por conta disso, ja vi isso em cidades no interior da PB.

valeu Japa.

ackyllys disse...

+ uma lição que vou levar comigo meu nobre!!

ivana disse...

Devemos ter responsabilidade com tudo que fazemos,em um caso desse poderia ter acontecido um acidente e machucado alguem.O Problemas de certas pessoas é não admitirem que estão erradas e não aceitarem ajuda.Devemos sempre escutar mais,observar,estudar,aceitar opiniões e agir quando sentirmos firmes em nossas decisões.Bjão Japa