5/Destaque/slider

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Aos meus leitores "especiais"!

8 comentários
Hoje estava na PizzaHut com uns amigos comendo uma boa pizza e jogando conversa fora. Em um determinado momento Léo Noronha (Músico, produtor musical, empresário) lembrou um fato de quando saí de uma banda há uns anos atrás. Era um dia que tínhamos marcado p/ ir à PizzaHut e tive uma reunião com os donos da banda, antes, p/ receber a notícia que estava fora da banda...

Eu não fui mais p/ pizzaria, claro, e ele me contou hoje, depois te todo esse tempo que ele e mais uns amigos ficaram tristes e que o clima foi de total morgação. E, aí, p/ ir fundo mesmo, ele lembrou de uma frase que uma vez de um dos donos da banda dizia direto quando se era questionado algumas melhoras: "Procure suas melhoras! Quando você sair daqui você vai procurar emprego aonde? No Baile.Com?"

Baile.Com é uma orquestra baile daqui de Jampa que fui produtor e que amei trabalhar lá, Thiago Pimenta, o dono, é um brother!!

Eu poderia até voltar p/ lá, que seria um prazer, mas aí eu procurei lutar pela minha história, ralar! Mas desde desse dia decidi trabalhar p/ um só patrão, "Meu amor ao que faço!"

Aí vieram as fases ruins de dinheiro, os obstáculos normais e os obstáculos humanos, as máfias. Elas são os piores obstáculos, são desleais! Mas não fraquejei, levei muitas vezes na cabeça, fui pisado em outras, amigo próximo (muito próximo) que não acreditava em mim, mas segui sempre de cabeça erguida.

E hoje Léo me lembra um fato e diz: "O Mundo dar voltas..." É verdade, e, até disse a ele: "E rápido né?"

Hoje o que rola e o que está em alta é a inveja, o mal olhado e a máfia! Mas tenho DEUS no coração p/ segurar toda essa onda de uma produtora, 3 bandas (ou 5), uma empresa de divulgação, mais de 60 famílias que dependem do processo e ainda tem gente que acha que p/ subir e fazer sucesso precisa derrubar os outros.

Aí que vem a questão, dinheiro "estoura" uma banda ou artísta? Escutei de várias pessoas já: "Muitas produtoras vieram atrás da gente, mas a gente quer a Viva Ideia!" Porque será? Será que somos milionários? Será que a gente faz milagre? Não! É difícil falar de si próprio, por isso vou falar o que escutei uma só vez e sempre repito, porque gostei: "A Viva Ideia é o Lata Velha de bandas!" Não que a banda seja uma lata velha, mas o fato da gente fazer o produto! Algumas produtoras assinam com bandas já fazendo sucesso, a gente não, a gente faz o sucesso chegar!

E aí, assistindo o Ídolos, programa que gosto muito, fico pensando como é todo o processo de trabalho com uma banda. Pensei, que seria um bom post e lá vai:

1. A paquera: Sempre ficamos de olho numa banda ou cantor. Vemos ele tocando em algum canto, nos encatamos e isso trás uma pulga atrás da orelha, e ficamos com isso até não conseguir mais dormir, imaginando no que isso pode dar;
2. O namoro: Chamamos p/ conversar, sentimos a "pessoa". A pessoa, porque também se for uma "alma sebosa" a gente descarta logo. Precisamos sempre sentir a verdade nas pessoas, a vontade, a essência!;
3. As 1ªs ideias: Criamos uma ideia base, um tema p/ daí criar a identidade visual da banda junto com site, twitter e o que puder de redes sociais e divulgação;
4. Fazemos um teaser de lançamento e o próprio lançamento com convidados formadores de opinião e de veículos de comunicação. Fazemos esse lançamento acontecer da melhor maneira possível;
5. Fazemos um planejamento com a banda, mas realizamos ao pé da letra e, ele não fica só no papel;
6. Vamos fazendo um laboratório com a banda, corrigindo erros, podando algumas coisas que não foram legais, engolimos algumas coisas que não sai do jeito que achamos legais por causa dos cabeças duras que acham que são os donos da verdade;
7. Fazemos pós-vendas;
8. Nos relacionamos muito bem com nossos parceiros fazendo com que eles gostem de trabalhar com nossos produtos;
9. Fazemos projetos arrojados diferente de tudo usado antes no mercado das bandas;
10. Fazemos BenchMarking;
11. Aguentamos com paciência as loucuras e caprichos bestas de artístas e cantores que acham que fizeram o sucesso sozinho e na hora certa explicar do melhor jeito que não é só do jeito que eles pensam;
12. Poderia falar muita coisa aqui, mas o que resume tudo isso é: "Tratamos uma banda como um produto que precisa ser vendido, mas precisa ter essência, que precisa passar sentimento!"

E nas horas difíceis é que vemos quem é quem, quem corre p/ cima dos problemas, quem, sem dinheiro consegue melhores horários, melhores condições, monta estratégias p/ driblar os concorrentes. Por isso que acho que estrutura, dinheiro, força política, abuso de poder não inibem meu(nosso - Viva Ideia) trabalho.

Desde da hora que fecho o show até a hora que vou tomar banho p/ me arrumar p/ um show que penso nele e como ele pode ser feito da melhor forma. Quando saiu do hotel, de casa p/ uma passagem de som e p/ um show, saiu com sangue no olho. Vou, mas vou p/ Ganhar!!

E ao longo de todo esse tempo, 13 anos aprendi que devemos tratar bem as pessoas, sermos humildes, dar "bom dia, boa tarde, boa noite, muito obrigado..." Mas na posição que estou de líder, não agrado à todos, pois as pessoas que não querem trabalhar, quem mentem, que se aproveitam de outras, que roubam, as loucas que deixam comentários em sites (kkkkkkkkk), essas não gostam de mim, mas como diz o Graxão Cds, quem é unânime é porque se ausenta das coisas, quer apenas ser bonzinho com os outros, digo até, falso!

Decidi escrever esse post de hoje porque dei uma olhada p/ trás e vi uma escada bem inclinada, e grande! Consegui até ver o começo ainda, mas ele já estava longinho, vi muita coisa legal nos degraus de baixo, vi algumas marcas nela, senti uma saudade legal, uma pequena nostalgia, vi:
Época dos churrascos de colégio, do SPD, Cotxbamba, do SoundMix Estúdio, do Sambaloko, do Baile.Com, do Capim Cubano, do início do Forró Pegado... Mas aí eu estou olhando p/ frente agora e estou vendo que tem muita escada pela frente!

"O tamanho do nosso sucesso é igual a distância que nosso olhar alcança!"

**Esse blog é dedicado aos "que lêem meu blog"!
author profile image
Abdelghafour

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

8 comentários

Pablo José Cavalcanti Chaves disse...

Parabéns pelo post e pelo exemplo de vida Japa.
E lembre-se sempre que a escada não para de subir.
té mais.

ivana disse...

Querido Igor,como sabe sou fã do seu blog, sempre me deixa uma boa lição. Gostaria que soubesse o quanto ti admiro pela coragem e garra,hj to enfrentando problemas enormes de ordem familiar ( que é o pior).Mais,lendo esse blog me senti renovada e cheia de coragem,seu exemplo de vida me mostra o quando podemos reverter certas posiçoes que a vida nos impõe.Parabéns,que Deus ti abençoe sempre.Abraço da amiga
Ivana.

[ A PARAÍBA É SHOW ] - DS Divulgações e eventos. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
DOUGLAS SOUZA disse...

De certa forma, OBRIGADO PELA DEDICAÇÃO (KKKK)
Uma verdade que confirmo mais uma vez, existe gente aqui em JP que pensa que tem capacidade de administrar uma prod. uma banda...pode até ter dinheiro, + c o sentimento maldoso, ficam sempre no mundo da pabulagem e da mentira. Vc cresceu c a VERDADE E A HONESTIDADE, não é a toa que rimam, rimam com VC.
ABRAÇ. [a espera do curso^^]

A.I Music disse...

como diz o pegador: nadei nadei e ainda tenho muito pra nadar...ou então: "até quando eu vou estourar japonês?"...realemnte omundo da as voltas que ele precisa dar e nós devemos crescer e superar nossos obstáculos conforme nossa dignidade,carater e competencia nos permitem.pra encerrar o comentário:o baile.com já existe há anos, e há anos cumpre com competencia o q se propoe a fazer, sempre crescendo e os que te disseram pra voltar pro Baile? rotação..translação e uma lição que a gente devia aprender desde criança...valeu japoronga!!

Leo Noronha disse...

Meu velho, eu mais do que ninguém participei dessa fase anterior contigo. Faziamos parte daquele grupo que tinha ideias "diferentes" e que, por isso, muitas vezes foi mal interpretado, quando a única coisa que queríamos era ver o crescimento totalitário, jamais individual.
É engraçado ver hoje, depois desse tempo não tão longo passado, como as coisas mudam. Eu nunca esqueci da frase que você costumava falar nas reuniões: "O mundo dá voltas". Frase simples e direta, mas que sintetiza a mais pura verdade.
Arrogância, desonestidade, egocentrismo e prepotência não levam ninguém a canto nenhum e você é a prova que o compostamento contrário disso leva o ser humano ao caminho do sucesso, tanto material quanto, ainda mais importante, espiritual.
E vamos "simbora", meu velho, que o mundo continua dando voltas! ;)
Grande abraço.

Renata Kawabe disse...

MEU AMOR, FICO MTO FELIZ POR FAZER PARTE DE TODA ESSA TRAJETÓRIA.. EU SEI MAIS DO Q NGM DE TUDO Q PASSAMOS, DE TUDO Q VC PASSOU, DAS NOITES ACORDADOS, DAS IDÉIAS, DA FALTA DE GRANA, DA RASTEIRA Q VC LEVOU.. OU MELHOR, RASTEIRA NÃO NÉ!! MTO OBRIGADA PELA RASTEIRA!! DEVEMOS ATÉ AGRADECER PQ ELA FOI UM EMPURRÃO P/ Q VC XEGASSE ONDE VC XEGOU HJ!!! E TENHO CERTEZA Q AINDA TEM LONGOS DEGRAUS P/ VC SUBIR E BEM ALTOS E PODE TER CERTEZA Q EU ESTAREI DO TEU LADO, MESMO SE PRECISAR DESCER ALGUNS EU ESTAREI LÁ CTG!! TE AMO.. PARABÉNSSSSS PELO POST!! SUA LÔRA

Gisele Oliveira disse...

Japa, parabéns por sua trajetória, desculpa acho que vc não vai lembrar de mim, até porque eu não tive um contato muito grande com você ou com os demais... mas o pouco que tive, posso falar que GOSTEI DEMAIS DE VOCÊ, pela sua SINCERIDADE, HONESTIDADE e SIMPLICIDADE, o que falta a muita gente.
tô acompanhando você assim meio que distante, lendo teu blog, e vendo você vencer através dos seus esforços.
DEUS CONTINUE TE DANDO TUDO QUE SEMPRE ALMEJA.
Obrigada por tudo.
Beijo
Gisele