5/Destaque/slider

terça-feira, 21 de abril de 2009

Fim de semana

Nenhum comentário
Vejo blog como uma leitura diária muito parecida com um diário. Não deixa de ser, só que um diário focado em algum assunto ou tema. Portanto no post de hoje vou falar sobre alguns assuntos que vi durante minha viagem nesse fim de semana.

A viagem começou na sexta onde fui acompanhar a banda Forró Pegado e Paulo Sérgio & Daniel (da Viva Ideia) no show em Campina Grande. O que mais me chamou a atenção lá foi a precariedade das condições de sonorização que ainda hoje, com toda essa tecnologia e soluções, ainda encontramos. As contenções de despesas ainda prejudicam os profissionais que querem mostrar seu trabalho e p/ isso precisam de condições mínimas. Lá nos deparamos com um caminhão palco, onde essa, que se diz empresa, fazia um pacote bem mais barato de som, palco e luz. Mas o resultado foi que prejudicou o show das bandas, e o público não deve ter pensado que foi o som ou qualquer problema técnico, e sim que a banda é ruim.

No sábado foi a gravação de umas imagens, p/ servir como banco de dados e até mesmo um DVD chamado "Piratinha" da banda Forró Pegado, no Forró do Escondidinho de Jampa. O que mais me chamou a atenção foi LUZ. Todo produtor já deve ter noções básicas de condições de iluminação p/ fotografia. Isso é muito importante na hora de gravar um DVD. Depois posso falar um pouco mais, agora posso contribuir com uma dica. Luz p/ fotografia tem que ter uma temperatura ideal e combater as sombras que é o pior. Portanto, na maioria das vezes luz de plongeé e contra plongeé (luz de cima para baixo e de baixo p/ cima, respectivamente).

No domingo fui à Patos-PB. O evento foi "Rancho Indoor" com várias bandas, dentre elas duas da produtora, Alaursa e o Pegado. Evento show de bola, mas uma coisa me chamou a atenção, o cantor de uma das bandas locais estava cantando com um microfone com fio, descalço e com o palco cheio de água pois estava chovendo. E nenhum organizador do evento notou e muito menos proibiu isso. Graças a Deus nada aconteceu, mas podia ter acontecido uma trajédia e ele tomar uma descarga através do fio. Não sei se lá tinha, mas normalmente o som é p/ ter um sistema de aterramento de acordo com a norma. Na maioria das vezes esse sistema são em três pontos de cada lado formando um triângulo com estacas de cobre de 2,30m fincadas no chão e unidas por fios. Atenção com energia produtores, pois já tivemos várias tragédias por conta de falta de preocupação.

Na segunda fomos p/ o Crato-CE e duas coisas me chamaram a atenção. Uma foi o hotel que ficamos, chamado Encosta da Serra. Eu já havia ficado algumas vezes lá com outras bandas. É um dos melhores hotéis que já fiquei e fica em cima de uma serra com uma vista incrível. Dá vontade de ficar lá passando férias, muito agradável. Dizem as más línguas que um cantor brasileiro bastante conhecido ficou uma vez lá e depois cancelou alguns shows posteriores p/ ficar "curtindo" o clima, kkkkkkk. E ficou por uma semana lá. A outra coisa que me chamou a atenção foi o clima maravilhoso que pairava sobre o palco e as bandas do evento. Tocaram lá Alaursa, Capim Cubano e Garota Safada, e os cantores do Forró Pegado que também estavam lá. Foram três shows maravilhosos e com participações de todos os cantores no decorrer das apresentações. Quando rola uma amizade dessas, como as de Yegor Gomez, Douglas Pegador, Wesley Safadão e Ramon Schineider, o clima de trabalho muda, e é tudo saudável. Um exemplo é que vi os técnicos do Capim e do Garota tentando ajeitar a cortina de led que havia quebrado e o outro exemplo foi a passagem do Alaursa p/ o Capim onde todos se ajudaram. As richas entre as bandas deveriam ser apenas em fazer o melhor show e não em querer prejudicar umas as outras. Portanto Capim, Alaursa, Pegado e Garota estão de parabéns!!!!

Bom, no mais foi a viagem de volta que durou 10h de muito sono e gargalhadas. Pois como disse em posts anteriores, viagem com banda é uma comédia.

Beijos do Japa!!!!
author profile image
Abdelghafour

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

Nenhum comentário