5/Destaque/slider

domingo, 14 de setembro de 2008

O finado showmício...

Nenhum comentário
Lembrando de alguns anos atrás, vimos um período de campanha eleitoral com muito trabalho p/ bandas e artistas. Eram mega produções, grandes shows, grandes estruturas e bandas famosas. Até que veio uma lei que proíbe esses "showmícios". Porque?

Não precisa ser muito esclarecido p/ saber que o desvio da verba, disponibilizada p/ as campanhas, era frequente e abusivo. Ainda hoje as prefeituras recebem uma verba destinada a cultura e essa por sua vez também é desviada com frequência. Só p/ vocês terem uma idéia, eu já vendi uma banda por R$ 5.000,00 e depois de um tempo eu soube que o atravessador, junto com o Prefeito da cidade, fizeram um contrato de R$ 30.000,00 p/ sua prestação de contas. Atravessador? É isso mesmo, são pessoas que ganham dinheiro explorando bandas e contratantes. São pessoas que se dizem ter muito conhecimento. São eles que atrapalham o artista e o trabalho de quem gosta de fazer o certo. O vulgo "Pirú". Sabe porque isso acontece? Porque p/ o governo, o valor artístico não tem tabela, não tem uma base mensurável. Um artista pode cobrar R$ 1.000,00 como R$ 100.000,00. Mas não era bom p/ as bandas esses showmícios?

Depende do ponto de vista de quem analisa. Ao meu ver não era não. Eu sei que se ganhava muita grana nessa época, que a banda tocava muito e que se conseguia muita coisa. Mas temos que lembrar que essa grana já era nossa, estava saindo dos nossos bolsos, os políticos estavam embolsando a maior parte e vamos ser sinceros, não é certo! E outra coisa, a gente ganhava dinheiro em apenas um período, mas dávamos condições p/ eles roubarem 4 anos. Hoje eles não podem fazer muitas coisas como showmício e camisas, por exemplo. É o que acontece com quem gosta de roubar os outros e fazer tudo errado, a gente sabe que se fosse tudo certinho não tinha acontecido isso. É o preço que se paga.

Mas já que falamos nesse assunto vamos lembrar de uma história engraçada. Eu tocava em uma banda de pagode que foi contratada p/ tocar em um comício. O contratante prometeu todas as exigências que a banda fazia. Mas quando chegamos lá!!! kkkkkkkkk. A gente estava esperando um trio elétrico, mas na verdade era um carro de som. P/ vocês terem uma idéia, era tão pequeno que eu precisava ficar em uma posição só p/ que o baixista pudesse ter espaço. Quando ele ia mudar de posição eu precisava baixar p/ ele passar o baixo. Dançar nem pensar. Mas não foi tão ruim não, foram apenas 3 horas de show, kkkkkkkk. Show não né, sufoco!!!

Abração à todos e lembrem de votar na enquete que estamos chegando no dia das finais do Campeonato!
author profile image
Abdelghafour

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

Nenhum comentário