5/Destaque/slider

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Essa é boa!

2 comentários
Historinha que aconteceu...

Era uma vez um menino por volta dos seus 17 anos. Ele adorava música, então surgiu a oportunidade de reunir uns amigos e fazer alguns batuques. Batuques esses que foram se somando com alguns acordes de cavaquinho, logo depois violão e de repente um sonho realizado, ele já estava com uma banda montada. 

Mas ele não desiste. Quer sempre mais, crescer, melhorar e com sua banda indo bem ele procurou um produtor bom que pudesse enxergar novos horizontes. Ele veio, somou, criou e colocou aquela bandinha no alto, nos maiores eventos. Mas o garoto, com seu estilo nato de empreendedor, junto com sua banda montou um estúdio de ensaio. Até que ele estava sempre se destacando na organização da banda, mesmo sem ser o produtor, mas era quem fazia tudo. Até que o produtor que ele tinha chamado precisou sair e, claro, nosso garoto assumiu. Veio uma nova banda com os mesmos integrantes dessa outra somando à outros e foi sucesso grande. mas por causa de problemas internos com um louco que chamavam de produtor, a banda acabou. Voltaram todos p/ banda anterior, mas ele já não se encaixava nessa banda. Ganhou asas...

Nosso garoto prodígio, junto com um amigo montou um estúdio de gravação. Aprendeu muito, agora na parte técnica de equipamentos e softwares. Pela sua organização e responsabilidade recebeu uma proposta p/ ser produtor de uma orquestra baile. Desafio grande. Mas claro que ele foi. Ora essa!

Então veio a era do nosso garoto na orquestra. Onde tudo era organizado e de acordo com um estatuto e regulamento implantado por ele. Esse regulamento deu  que falar. Mas ele foi pulso forte. Aprendeu muita coisa lá. Mas antes que faltasse aprendizado, eis que o destino o convocou! Uma banda que estava despontando no cenário nacional o chamou p/ ser o líder e botar ordem na casa que estava bastante bagunçada.

Claro que ele foi né!!?

Foi e, quebrando a profecia de todos que diziam que lá não tinha jeito, deu jeito. Não só deu como criou um estilo de procedimento. Admirado por muitos e odiados por poucos bestas que não queriam trabalhar e sim mamar!!!!!! Então ele liderou esse pessoal durante dois anos. Percorreu seus tantos mil km's. Conheceu muita gente. Deixou sua marca, que não era com I e sim com J. Aprendeu demais. Ensinou o que pode. Criou sua maior qualidade, a credibilidade. Mas tem um porém, ele estava sempre pensando na frente. Como aquela banda não era dele e ele sabia que seu estilo encomodava até os donos, decidiu montar sua produtora. Viu que não podia fazer só. Convidou a pessoa que tinha o estilo mais diferente dele. Porque? Claro, era o lance de se completarem. Então fez o que todos diziam: "ele é louco!". Fez o primeiro evento com um artista nacional, ganhador de vários prêmios. Nem o empresário queria vender o show ao nosso garoto, mas aquele lá de cima colocou sua mão abençoada e fez com que o artista, famoso, renomado, ganhador de prêmios, dissesse ao seu empresário que desse uma oportunidade. Então com o sucesso do show ele teve coragem de continuar. E fez vários outros até que, novamente ele: "O destino", o chamou. Ele foi claro! Saiu dessa banda e foi se dedicar a sua produtora.

Nessa nova etapa ele já incomodava muitos bestas e, dispertava alguns sábios do ramo. E veio novas bandas em sua produtora, eventos, trabalhos, crescimento até que um dia.........................

Era um evento simples, tipo aqueles semanais, no mesmo local e que mudava apenas as bandas e tal, coisa que ele fazia tranquilo, mas com o mesmo empenho. Então nesse dia deu um problema no som e uma das bandas se recusava a tocar com metade da potência do som. Claro que todos tem suas condições mínimas, mas o principal ninguém pode esquecer, o público. Que não quer saber se foi o som, a banda mas está ali, pagou, quer ver o show e o principal saiu de casa querendo ver determinada banda. Banda essa de garotos, que não queria tocar e pronto, que público que nada. Nosso garoto foi lá falar com eles, p/ explicar isso tudo, sobre o público, sobre superação, sobre respeito que superam problemas técnicos. Até porque nosso prodígio já tinha visto muita coisa por onde passou, questões de superação que marca p/ um público saber que a banda vai fazer aquilo por eles. Foi quando um deles, nomeado pelos integrantes como "PRODUTOR", kkkkk.... Desculpem! Eu sei que eles não sabem o que dizem. Foi quando ele virou p/ o nosso garoto, interrompeu a aula que ele estava dando e disse: "Isso não segue os nossos padrões!" Aí o nosso menino disse: "Mas cara, e o seu público, e o respeito, e a superação, e....." Foi interrompido pelo vulgo produtor que disse: "Você não entende disso não!!!! A gente não vai tocar!"

Existem pessoas que nasceram p/ brilhar, pela forma e o respeito que ver o próximo. Existem outras que não!
author profile image
Abdelghafour

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

2 comentários

Vladia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vladia disse...

Adoreiiiii essa historia, mas tava pensando quem seria esse produtor que viveu tudo isso.
huuuuuuuuuuuuuuuuuum....
kkkkkkkkkkkk

beijoooooos,