5/Destaque/slider

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Na estrada...

2 comentários


Atualmente eu estou com uma produtora, Viva Idéia Entretenimentos, mas já fui músico e produtor de bandas. E quando se está na estrada fazendo shows, tem seus pontos positivos e negativos. Primeiro de tudo, só aguenta quem ama o que faz, pois tem coisas que você não acredita...

Viajar é muito bom, pergunta à qualquer pessoa: "Você gosta de viajar?". 90% vão responder: "Adooooooro!". Por que conhecemos novos lugares, novas culturas, costumes, pessoas, aprendemos bastante. Nessas minhas viagens com todas as bandas que passei conheci mais de 200 cidades. Provei de muita culinária, me enrolei com muitos sotaques e fiz grandes amizades. Vou contar algumas coisas que marcaram:
- Represa de Xingó (na foto acima com o pessoal do Capim Cubano), que fica na divisa entre PE, AL e BA. Lugar lindo onde em um banho na beira do rio vimos uns pescadores pescando "Piranhas...". Dentes na boca não faltam;
- Tapioca da Dona Necy em Juazeiro-BA. Nossa!!! A melhor tapioca que comi, de todos os sabores.  fui muito bem recepcionado pela Dona Necy;
- Bar Brahma na esquina mais famosa do Brasil, Av. Ipiranga com a Av. São João no Centro de São Paulo. Realmente como Caetano canta : "Alguma coisa acontece no meu coração,  que só quando cruzo a Ipiranga e a Av. São João... (Sampa)". O melhor chopp que provei, é cremoso. E tem uma coisa se não colocar o aparador em cima do copo o garçon não deixa ele secar, já troca, sempre gelado, kkkkk, isso já pegou gente.....;
- Pelourinho e Mercado Modelo. O Baiano é diferente (diferente na gíria por aqui significa algo com um potencial que ninguém tem, tipo algo especial)! Aquelas ladeiras do Pelourinho são mágicas, com aquelas lojinhas vendendo tudo o que queremos comprar. O mercado modelo é uma mistura de artesanato com um mistério, um ar de medo, uma curiosidade em forma de agonia por toda história que conta o lugar, mas é lindo;
Se fosse falar de todos ia escrever um livro (boa idéia)!

A parte ruim se resume em "Ausência de vida social com amigos, familiares e pessoas que ama"! Quando se está na estrada pode esquecer de comemorações como aniversários, Natal, Reveillon, Carnaval... Saudade. Nessas viagens conhecemos muitos lugares e vamos esquecendo da nossa terrinha, não notamos seu crescimento ao ponto de desconhecer até alguns sentidos de vias que mudam. E as más condições que encontramos em muitos interiores, alguns ainda sem comunicação, pode acreditar! Fora que nossa casa vira o ônibus e o avião. E várias coisas que é melhor ficar com os pontos positivos!
author profile image
Abdelghafour

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

2 comentários

Tereza Prestrelo disse...

Igor:
O trabalhar é sempre isso.
Quando não, é marginália. Ou parte disso.
Na vida, a gente está sempre fazendo escolhas... Estar na estrada hoje pode representar comandar a distância em breve, ou algum dia.
As pessoas é que são o X da questão. Você está entre aqueles que vieram para a ralação e para o peso das estradas.
Vai colher os frutos, sem dúvida. Só precisa confiar e continuar na estrada. Sua estrada.
Grande abraço, meu produtor preferido. Te admiro sempre mais. Não creio que possa me enganar com gente como você.

Igor Kawabe disse...

Obrigado Tereza, espero nunca lhe desapontar!