5/Destaque/slider

terça-feira, 25 de março de 2008

Bastidores

Nenhum comentário

Bastidores!!! Sempre paira no ar um certo mistério do que rola nos bastidores, ou backstage, como queiram. Seja de um show, de uma gravação de DVD, de um filme, de um programa sempre rola altas coisas que ninguém imagina. Eu nunca fui de tentar ficar me metendo onde não era chamado, mas pelo meu trabalho frequentei bastante bastidores e vi muita coisa, legal e outras, no mínimo, estranhas. Vamos falando de acordo com o contexto de cada.

Shows
Todo show é igual, seja da banda de Pífano do interior ao show do Pink Floyd na gravação do Pulse. Louco não, é sério. Só muda a proporção. Pois em todos tem gente que quer trabalhar (a minoria), gente que pensa que tá trabalhando, pessoas que fazem que fazem algo p/ estar lá, jornalistas, pessoas com crachá de site, o povo do dono do evento (mulher, filho, gato, cachorro, papagaio), pessoas que forçam a barra p/ estar lá e os verdadeiros artistas. É complicado e precisa de muita paciência. O backstage é o lugar reservado p/ dar suporte a equipe técnica e ao artista e não p/ trânsito de pessoas que gostam de aparecer. Até por ser perigoso, pelos cabos e fios soltos, ferros amostra, muito equipamento e tudo mais. Vi acontecer várias coisas como o Dinho Ouro Preto do Capital ser arrastado p/ subir no palco pois estava passeando pelos bastidores do Ceará Music 2007, inclusive atrapalhando uma entrevista de Claudinha Leite, quando seu show já estava começando. MV Bill no canto do palco só olhando o show do Charlie Brown Jr, integrantes de uma banda famosa cheirando cocaína entre outras coisas. Mas tiveram dois momentos que eu me impressionei. O primeiro foi quando uma vez no interior de Pernambuco o produtor do evento, embriagado, subiu no palco me esculhambando, dizendo todos os tipos de palavrões possíveis e imagináveis, partindo inclusive p/ agressão física, alegando que o cantor da banda que eu trabalhava havia falado pouco o nome do prefeito. kkkkkkk nem acreditei! Claro que me contive, pedi respeito, me impus, e contornei. O segundo foi em Itapebussu-CE. Eram dois palcos, a banda que trabalhava havia começado o show, e no segundo palco o dono de uma das bandas mandou colocar uma quantidade de luz desnecessária, pendurada na estrutura do segundo palco. Várias pessoas avisaram que não ia aguentar, mas ele com Rei na barriga disse que se caísse ele pagava. Simplesmente o palco caiu, desceu, arriou geral. Nunca tinha visto aquilo, quer dizer nem eu nem o carinha lá, porque depois ele sumiu né!

Programa de TV
Pode ter certeza que todo estúdio de TV é metade do que você vê pela telinha. O do Faustão, por exemplo eu pensava que era enorme, o Jô eu pensava que a platéia era gigante e por aí vai. Vi muitas coisas também como, atores antipáticos, namoricos de famosos, troca de cenário completo em 40min, fechamento de contratos, corre corre, gambiarras p/ sustentação de cenário, entre vários outros. Mas o que me chamou atenção foi o grito que Willem Van Weerelt (o diretor do programa do Jô, cara que eu admiro muito) deu em Kelly (a produtora de palco do Programa do Jô, muito gente boa e tranquila) por causa de uma fumaça que estava demais no estúdio. Nessa hora o estúdio ficou em silêncio e o clima ficou tenso. Mas depois voltou ao normal. Um daqueles eu só tinha visto em desenho animado, kkkkkk.

Nem tudo daquilo que vemos é o que parece. Pessoas engordam, cenários se aguentam, apresentadores aparecem do nada, câmeras tropeçam, bandas erram, produtores levam gritos, engraçadinhos se metem, simpáticos são chatos e é lá que tudo acontece. Artista adora bastidores, aliás empresários adoram bastidores que podiam se chamar "Conversódromos".

Obs.: Mais fotos de bastidores no meu flickr www.flickr.com.br/igorkawabe
author profile image
Abdelghafour

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

Nenhum comentário