terça-feira, 13 de março de 2012

Entretenimento ou marketing?


Saudade? Mais do que eu, acho que não!

Venho numa transição de minha vida profissional e, naturalmente, o blog foi ficando em segundo plano, eu perdi um pouco o direcionamento dos temas e o foco. Meu mundo saiu um pouco do entretenimento e atualmente vem visitando o marketing, mas não se deixa o que gosta de uma vez, ou até melhor, seleciona-se o trabalho. É verdade que nunca quis sair de vez dos eventos e então me aparece Léo Rangel com o Louva. Inicialmente era apenas um cliente para a Ducamaleão, minha agência de Marketing, mas aí o destino se encarregou de fazer o resto.


Aguardem a postagem oficial!

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Inexplicável


Aconteceu em São Paulo, um menino de 8 anos chegou em casa e perguntou: - Pai, para que time eu torço? O pai imediatamente detectou o problema. Não ligava muito para futebol, nunca tinha conversado com o filho sobre o assunto. Percebeu que o menino tinha chegado a uma idade em que é obrigatório ser torcedor. Decidiu que se esforçaria para reparar o erro.

Prometeu ao filho que o levaria a jogos de todos os clubes grandes de São Paulo, para que o garoto tivesse todas as oportunidades para escolher seu time do coração. Fez a devida lição de casa. Aprendeu os fatos, os nomes, os momentos e lugares importantes na História de cada clube.

A primeira visita foi ao Morumbi, numa tarde de jogo do São Paulo. Chegaram cedo, passaram no Memorial, viram os troféus da Copa Libertadores, da Copa Intercontinental.

- Filho, o São Paulo é o mais bem sucedido clube brasileiro no cenário internacional. Ganhou a Libertadores 3 vezes, foi a Tóquio duas vezes para conquistar a Copa Intercontinental, também tem um Mundial de Clubes da Fifa. Além disso, foi o primeiro clube da cidade a ter o seu Centro de Treinamento. E claro, é o dono desse estádio, o Morumbi, o maior de São Paulo. O jogo foi ótimo, o São Paulo venceu, o menino ficou impressionado com o tamanho e conforto do Morumbi.

- E aí, quer comprar uma camisa? – perguntou o pai.

- Ainda faltam três times, né? Prefiro esperar.


A segunda visita foi ao Palestra Itália. Passearam pela sede do clube. Viram os bustos de Ademir da Guia, de Junqueira, de Waldemar Fiúme. Também conheceram a sala de troféus. Sentaram-se nas numeradas do estádio do Palmeiras.

- Filho, esse time é diferente dos outros, por causa da conexão com a origem dos torcedores. O Palmeiras tem uma ligação sanguínea com a Itália, se chamava Palestra Itália. Claro, ninguém precisa ser italiano para torcer pelo Palmeiras, mas é bonito ver essa relação familiar com o time. Os palmeirenses são apaixonados por essa camisa. Grandes craques passaram por aqui ao longo dos tempos. Tanto que o time tem o apelido de “Academia”. – contou o pai. O Palmeiras ganhou, o menino vibrou. Gostou do ambiente no Palestra, da proximidade do gramado.

- Vamos comprar a camisa? – o pai perguntou.

- Mas ainda faltam dois times…


Próxima parada, Vila Belmiro. No carro, indo para Santos, o pai começou a falar sobre as glórias do time.

- Meu filho, esse time que você vai conhecer hoje é um patrimônio do futebol. É o time em que jogou o Pelé, o maior jogador da História. Teve o melhor time de todos os tempos, no começo da década de 60, quando não havia adversário neste planeta que pudesse vencê-lo. Você vai ver a quantidade de taças que eles têm. Visitaram o Memorial das Conquistas e sua impressionante coleção de troféus. As fotos do timaço que conquistou o mundo duas vezes, do Rei Pelé e de tantos e tantos jogadores lendários. O Santos ganhou o jogo, o menino ficou empolgado. Na Vila, dá para ficar ainda mais perto do campo. Na saída, a mesma pergunta.

- Vamos comprar a camisa?

- Calma pai, ainda tem um jogo para a gente ir, não tem?


E foram ao Pacaembu, num domingo à tarde. Não conseguiram sair cedo de casa, estavam um pouco atrasados. O pai foi falando sobre o Corinthians no carro.

- Filho, estamos indo ao Pacaembu, mas o Pacaembu não é o estádio do Corinthians. É da prefeitura, porque o Corinthians não possui um estádio próprio. Mas a torcida se sente muito bem lá. Outra coisa: o Corinthians é o único time de São Paulo que ainda não ganhou a Copa Libertadores. Mas tem um detalhe interessante: é a maior torcida de São Paulo, e a segunda maior do Brasil. É uma torcida tão apaixonada que é chamada de “Fiel”. Esta torcida ficou por mais de vinte anos sem ganhar um título sequer, no entanto, incrivelmente, foi exatamente neste período que a torcida mais cresceu. Dificuldades para estacionar o carro, confusão na descida da escadaria, empurra-empurra, correria, etc... enfim chegaram em frente ao Pacaembu. Chegando próximo à bilheteria, viram um homem pardo, de chinelos de dedo, comprando seu ingresso com os últimos trocados de sua surrada carteira. Por causa do atraso, pai e filho entraram no Pacaembu pelo portão principal, quase na hora em que o Corinthians subiu ao gramado. Sentaram-se apertadamente na escadaria da arquibancada de cimento por falta de espaço, e logo tiveram de se levantar, porque o time foi para o campo. A emoção da torcida ao ver o time subir a escadaria do vestiário deixou o menino impressionado... De repente, o pai percebeu algo assustador. Seu filho estava arrepiado, respiração alterada, chorando de euforia, irriquieto, e ao mesmo tempo rindo sozinho, feliz como se tivesse ganho o maior dos presentes.

- O que aconteceu, meu filho?

- Não sei, pai.

- Por que você está chorando?

- Não sei…

- Quer ir embora?

- Não, quero ficar.

O jogo estava para começar quando o menino pegou o braço do pai.

- Pai, quero uma camisa.

- Como assim?

- Escolhi, pai.

- Mas o jogo ainda nem começou…

- Não importa, Eu sou corinthiano!


Fonte: http://www.meutimao.com.br/materia/66261/so_quem_e_corinthians_sabe_o_que_e#ixzz1gcXPxx00

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Bastidores do ALA3D


Olá pessoal, estou aqui na montagem do ALA3D no Chopp Time. Tudo caminhando bem, as noites perdidas, os estresses, as dúvidas, graças à Deus já ficaram pra trás, os probleminhas e surpresas que acontecerem hoje são normais de dia de evento, a gente já está acostumado.


Bom, não vou falar muito, não vou revelar muita coisa, até porque vou preparar um super post pra próxima semana e o que vale é a emoção da hora, mas vou deixar vocês com uma explicação de dois programas da Globo sobre a tecnologia que iremos usar aqui, hoje à noite. É o Mapping 3D. O terceiro link tem a RESPOSTA DO QUE O CRISTO REDENTOR TEM HAVER COM O ALA3D, vale à pena!




Espero vocês hoje aqui no Chopp Time pra ver o que as paredes irão dizer!!

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Caso Júlio Bambambam poderia virar: "Case Júlio Bambambam"


Olá meus leitores, vim hoje falar de um assunto que não sai dos trends, o caso do Júlio Bambambam. Não vou criticá-lo nem crurscificá-lo ainda mais, apesar de ter feito um videozinho bem engraçado pra ele, mas vou dar outra ótica ao assunto.



Primeiro, queria dizer que não concordo nada com a atitude dele, acho que a Paraíba merece o respeito de quem for e que ele foi altamente infeliz no que falou. Porém, concordo em gênero, número e grau com o texto do amigo Alyson Vilela, que foi muito feliz em suas colocações. Se puderem leiam: Ordinárias Excentricidades da Rotina

Bom, vamos ao tema. Acho que todo assunto, por mais polêmico e ruim que seja tiramos algum proveito, algum ensinamento. Mas podemos tirar outras coisas, ideias. Quem não lembra do Meu Carro Falha? E da geladeira do Seu Boreli? Foram ações expontâneas produzidas e divulgadas pelos respectivos clientes insatisfeitos que gerou uma repercussão grande no Brasil inteiro. Mas o que uma empresa deve fazer numa hora dessa? Primeira coisa assumir o erro e resolver o problema do seu cliente da melhor forma possível pra ele. Segunda coisa é, transformar o fato, que até esse ponto mancha a visão da marca, em um ponto positivo. Aí, as ideias que vão dizer como, transformando em uma campanha de recall, criando uma campanha pra mostrar que a empresa estar se preocupando mais com seus clientes e por aí vai. E devolvendo na da mesma forma ou nos mesmos meios, as mídias sociais.

Hoje, assistindo uma entrevista com a participação do Júlio por telefone e da Ruth Avelino (presidente da PBTur), onde ele se desculpou e blá blá blá, e ela falou muito do cenário turístico da cidade junto ao país, até citou dados pra reafirmar nossa importância e de repente ofuscar o comentário infeliz, eu tive uma ideia.

E se, o governo, não pegasse o Júlio Bambambam (apelido feio viu) e fizesse uma campanha turística da Paraíba? Sério! Poderia usar uma linguagem um pouco informal, bem descontraída, poderia até ser apenas um viral nas mídias sociais, mostrando um paulista que até tem uma visão diferente daqui chegando aqui e conhecendo nossas maravilhas, que tem como a principal nosso povo. E ficando surpreso com tudo. E o diferencial seria ser justamente com ele, o cara que meteu o pau na PB, o cara que todo mundo ficou puto, o cara que tem uma visão ruim da Paraíba, que todo mundo sabe.

Imagine alguém daqui fazendo um desafio à ele, onde seria um convite à Júlio vir conhecer a Paraíba de verdade, e no final ele diria o que achou, com respostas bem positivas:
- "Noooooossa, que maravilha!"
- "Mano, que lugar é esse?"
- "Nem eu tô entendeeeeendo porquê achei aquilo da PB!"
- "Olha essa praia, olha essa comida, olha essas gatassssss"
- "Meu, não vou aguentar, vou cair nesse marzão"
- "Putz, fiz muito amigo aquí mano..."

E qual seria o texto da propaganda? "Se nem o Júlio se conteve, imagine você? Paraíba, uma maravilha que faz você mudar de ideia"
O "Mudar de ideia", seria o turista na hora da partida querendo ficar, trocar a passagem, morar aqui.....

Bom, foi apenas uma ideia, baseiada nesse fato e porquê tenho família em São Paulo e sei o que os paulistas que não conhecem nossa terra falam, ou pensam daqui, começando que a maioria fala - "Você é do norte?". Mas quando chegam aqui vê o paraíso que é!

Tenho dito!

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Eles merecem

(Foto minha de 2008)
"Ah, tenho tempo não!"

Quantas vezes a gente não já se pegou repetindo essa frase p/ muitos convites e oportunidades que nos apareciam? Várias vezes. Estamos sempre correndo atrás da felicidade, na verdade de uma felicidade, mas sempre correndo atrás. Ela nunca chega?

Claro que chega, ela não está ali na frente, daqui à 30min em uma reunião, daqui a 5 anos quando eu tiver ganhando bem mais dinheiro, ela está aqui do lado, do nosso lado. Correndo todo dia atrás da gente, e a gente insiste em querer se distanciar dela.

"Aaaa, mais eu não tenho tempo p/ isso não!" É normalmente a resposta que damos à alguém que nos convida p/ uma missa/culto, durante a semana, um passeio com os filhos, amigos, ou uma simples caminhada na praia p/ conversar besteira. A gente só não tem tempo p/ aquilo que a gente pensa em não ter. Separar esse tempo é mais do que difícil, é quebrar uma tradição, é sair da rotina... Somente, sair da rotina.

E agora eu vou começar falando igual à um amigo, "ôh, meu querido!" Experimenta, dá um pulo na praia no fim de tarde e apresentar seus pezinhos à areia e ao ar livre, eles merecem tanto quanto você. Ah, leva a família, garanto que seu filho vai dizer "êba!" kkkk. Bom, se não for o gestor de uma bela família, chama um amigo.... mas insiste tá!

sábado, 29 de outubro de 2011

Ducamaleão Soluções Criativas

Aí segue mais um iVídeo meu, só que um pouco diferente dos já postados por aqui, esse mostra uma parcela de contribuição de meu tempo à criação de boas ideias.

Continuo com os eventos e as bandas da produtora, Viva Ideia, mas agora estou iniciando no meio da Publicidade e do Marketing com a Ducamaleão Soluções Criativas, empresa de criação, diga-se de passagem, criação minha também, com créditos de arte p/ meu diretor de arte Klauss Fernandes.

Bom, estamos fazendo vários trabalhos já e à partir de agora estarei postando também sobre eles por aqui, isso é só o começo. Vejam o que acham do vídeo e me falem (comentem), não fiquem mudos, até porque mudei o sistema de comentários e agora está bem mais fácil. Se quiserem comentem pelo twitter também, @igorkawabe.


segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Banda Uskba

Olá pessoal, segue aí mais um iVídeo daqueles que faço usando todo meu equipamento p/ grandes produções (ideia+iphone+imovie+youtube).

Youtube
http://www.youtube.com/watch?v=aOVvDxoimy4&feature=channel_video_title


segunda-feira, 26 de setembro de 2011

MusicPBGol 2011


É comum a gente sempre ver uma relação entre o futebol e a música, seja um jogador que tem ou apoia uma banda, seja com uma música feita p/ um jogador como por exemplo a música do D2 p/ o Ronaldo fenômeno, ou ate mesmo o clássico de Jorge Ben Jor p/ o João Batista de Sales, o querido "Fio Maravilha". Aí, criaram o RockGol, da MTV, torneio de futebol entre bandas de rock muito legal e divertido. Então, como na natureza nada se cria, tudo se copia, criei o MusicPBGol, kkkk.

Fiz o 1º torneio em 2007, foi um torneio de futebol society entre 10 bandas daqui de João Pessoa. Muito organizado e teve como Campeã a banda Capim Cubano, o segundo lugar foi p/ a Orquestra Black Tie.

Anos se passaram, águas rolaram e acabei não fazendo durante todos esses anos. Esse ano, dois amigos, Renato Xampu (Banda Uskba) e Bernardo Cunha Lima (Tal de Xote) me aperrearam muito e decidi fazer, em a parceria com eles dois.

Bom, então vieram todos aquelas etapas de projeto, prospecção de parcerias e os primeiros convites. É fato que nem todas as bandas abraçaram a causa mas, digamos que, com quase uma unanimidade, fomos apoiados. Primeiro passo foi criar o envolvimento das bandas, então começamos à organizar uma boa pelada toda semana onde rolaram vários amistosos e torneios entre algumas bandas que iriam participar.

10 bandas inscritas, fizemos o Congresso Técnico entre a maioria, uma semana antes, p/ passar as informações técnicas p/ as bandas. Congresso realizado, vamos ao torneio...

Dia 20 passado
Local, Clube Cabo Branco.

Bandas inscritas:
Uskba
Alaursa
Xote Cubano (Tal de Xote e Capim Cubano)
Black Tie
Forró da Xêta
Forró Falado
Forró Bakana
Forró da Canxa
Paulo Sérgio & Daniel
Fillipi Warley (Não compareceu)

Dividimos em 2 grupos de 5 cada, onde saíram 2 classificados de cada que fariam as semi-finais, disputa de terceiro e final, posteriormente.

Primeiro jogo marcado p/ às 9h e após 30min de atraso começou: Banda Uskba x Paulo Sérgio & Daniel.

Lembro de ter ouvido uma coisa que me marcou do cantor da Forró da Xêta, Felipe Lemos: "P/ me ver acordado antes do meio dia é um milagre e estava aqui às 9h em ponto!" Fiquei muito feliz de ter escutado isso por ver que o intuito maior está sendo alcançado, a confraternização entre as bandas de uma forma saudável, traduzida numa prática que todos gostam, o esporte!

O Torneio se desenrolou de forma organizada e sem maiores incidentes, pelo contrário, muitos motivos p/ dar risadas, como por exemplo a estigação do Felipe Lemos dando bronca no time. Depois o torneio foi tomando corpo e a competitividade foi aparecendo e ganhando campo. Nesse momento, parecíamos que estávamos num torneio de times de futsal de verdade.

Se classificaram do Grupo A, Banda Uskba em 1º e Forró da Canxa em 2º, do grupo B, Forró Falado em 1º e Alaursa em 2º.

Semifinais
Banda Uskba x Alaursa
Forró Falado x Forró da Canxa

Dsiputa do 3º lugar
Alaursa W x O Forró da Canxa

Final
Banda Uskba 3 x 2 Forró Falado - Diga-se de passagem, jogo digno de uma final com muitas emoções durante a partida.

No outro dia tivemos a premiação no Chopptime com a presença das bandas e de alguns parceiros como Harlen Villarim, Delano Tavares e Bosco da Federação Paraibana de Futsal:

Campeão - Banda Uskba
Vice - Forró Falado
3º - Alaursa
Melhor jogador - Heber Tompson (Forró Falado)
Melhor goleiro - Yegor Gomez (Xote Cubano)
Artilheiro - Bruno Olliver (Alaursa)

Em todos os eventos que me envolvo sinto um prazer imenso quando vejo tudo dando certo, esse foi em especial. Além de organizar estava jogando pela Banda Uskba, participando e me envolvendo de corpo e alma. 1º jogo perdemos p/ Paulo Sérgio & Daniel por 1 x 0, mas o segundo a gente já ganhou por 3x2 do Forró da Canxa. Depois da vitória por w x o em cima do Fillipi Warley, ganhamos de 5x0 da Forró da Xêta, nos classificando em 1º. A semifinal com a Alaursa fiz o segundo gol e ganhamos de 2x1, já na final, depois de abrir 2 gols de diferença, a Forró Falado empata. Logo bate aquela dúvida, aquele começo de desespero, mas uma falta no bico da área ascende uma luz. Eu corri p/ bola dizendo que ia bater a falta, minha certeza de fazer aquele gol era impressionante. Pensava comigo mesmo, vou bater com o peito do pé, pois as outras eu havia batido de bico. Dito e feito, bati colocado e fiz o gol do título!!

Bom, primeiro agradeço à Deus por mais um projeto concluído na minha vida, como sempre contra os olhos grandes que ficam torcendo contra. Segundo agradeço a Renato Xampu e a Bernardo C. Lima, que sem eles essa edição não teria acontecido, terceiro as bandas que compraram a ideia e se envolveram de verdade, quarto à Allen Lucena, organizador técnico. E por último, aos parceiros que contribuíram muito p/ a realização do torneio:
Chopptime
Zodíaco
Cowboy Produções
Rei dos Esportes
Harlen Villarim
Federacão Paraibana de Futsal
Selecta Club
Gadi

VEJAM AS FOTOS NA NOSSA FAN PAGE: www.musicpbgol.com.br

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Volteiiiiii

Olá meus leitores, tudo bem com todos?

Bom, estou escrevendo esse humilde post pra dizer que depois de algum tempo sem escrever por aqui, vou voltar com gosto total!!!

Vou falar dos mesmo assuntos e, de outros vários também. Além de produção na área do entretenimento, vou dar meu ponto de vista sobre assuntos e momentos vividos em relação ao marketing, publicidade, dia à dia....

O que eu ando fazendo hoje em dia?

Venho produzindo alguns eventos de pequeno porte, empresariando a BANDA USKBA e alçando novos vôos. Mas a gente vai conversando ao longo do tempo e prometo contar sempre quase tudo por aqui.

Acho que essa semana ainda coloco meu primeiro post dessa nova fase!

Abraço e beijosss e não me abandonem, estejam sempre por aqui gerando minhas visitações!